56º SEMINáRIO DO GEL - 2008
 
 Referência 
PACHECO, Vera. A RELAçãO ENTRE QUALIDADE VOCáLICA E TONICIDADE NOS PROCESSOS DE DERIVAçãO: UMA ANáLISE INSTRUMENTAL. In: SEMINÁRIO DO GEL, 56., 2008, Programação... São José do Rio Preto (SP): GEL, 2008. Disponível em: <http://www.gel.org.br/?resumo=4982-08>. Acesso em: dd.mmm.aaaa.
 
 Dados do trabalho 
Simpósio: AS VOGAIS áTONAS NAS VARIEDADES PAULISTA E FLUMINENSE
Título:
A RELAçãO ENTRE QUALIDADE VOCáLICA E TONICIDADE NOS PROCESSOS DE DERIVAçãO: UMA ANáLISE INSTRUMENTAL
Autor(es): VERA PACHECO - UESB
Resumo:
Segundo proposta de Câmara Jr. (1970), a organização do quadro vocálico do português brasileiro está diretamente relacionada com a tonicidade da sílaba. Em sílaba tônica, o quadro vocálico é completo, constituído por sete vogais. Esse quadro vai se reduzindo nas sílabas pretônicas e postônicas em função da neutralização que ocorre entre as vogais médias baixas e altas, no primeiro caso, e entre as vogais médias altas e altas, no segundo. De acordo com essa proposta, no PB, vogais médias abertas só ocorrem em sílaba tônica. Câmara Jr (1970), contudo, aponta um ambiente não tônico de ocorrência dessas vogais. Segundo o lingüista, em alguns casos de derivação sufixal, a palavra derivada tende a manter, na sílaba não tônica, a vogal média aberta que ocupava o núcleo da sílaba tônica da palavra primitiva. Muito embora o processo de derivação acarrete mudança da sílaba tônica, em alguns casos, a qualidade vocálica do núcleo da sílaba tônica da palavra primitiva permanece. Exemplos de ocorrência de vogais médias abertas em posição não tônica podem ser encontrados em pares como [‘bEla] e [bE‘lamente], em que a perda da tonicidade não acarretou auditivamente mudança na qualidade vocálica.
Segundo Cagliari (1999, pág. 33), “a realização fonética da tonicidade, produzindo sílabas tônicas e átonas depende da configuração silábica lexical, isto é, do fato de uma sílaba ser intrinsecamente tônica (acento primário) ou átona, no léxico, da atribuição de acentos secundários provenientes da derivação morfológica e da atribuição de tonicidade a alguma sílaba por envolvimento da palavra com processos prosódicos”.
Assim, nos casos em que se tem uma vogal média em posição átona, é comum dizer, segundo Cagliari (2002), que há um acento secundário decorrente de um processo morfofonológico, havendo, portanto, uma sílaba átona atípica.
Em termos acústicos, o acento tônico se caracteriza pela confluência da duração, da intensidade e F0. Assim, sílabas tônicas tendem a ter maior duração, maior intensidade e maior variação de F0 se comparadas com as sílabas átonas (LAVER, 1994).
Considerando: a) a realização atípica das vogais médias abertas em posição átona; b) em conseqüência do item a, que as sílabas átonas cujo núcleo é ocupado por essas vogais carregam o acento secundário, o que as torna sílabas átonas atípicas; e, c) a sensação auditiva de maior proeminência dessas sílabas, o presente trabalho propõe uma investigação instrumental das sílabas tônicas e átonas de núcleo ocupado pelas vogais médias abertas de buscando investigar a relação entre a qualidade vocálica e tonicidade.
Para tanto, foi montado um corpus composto por 20 palavras (substantivo ou adjetivo) primitivas com vogais médias abertas (10 médias arredondadas e 10 médias não arredondadas), ocupando o núcleo da sílaba tônica. Todas as palavras são dissílabos, paroxítonos ou oxítonas, com estrutura silábica CV.CV.
Essas palavras primitivas foram submetidas ao processo de derivação por sufixação formando dois grupos de palavras: a) palavras derivadas que mantém a qualidade vocálica da sílaba tônica da palavra primitiva e b) palavras derivadas que mudam a qualidade vocálica da sílaba tônica da palavra primitiva.
As palavras primitivas e as palavras derivadas descritas nos itens a e b acima foram inseridas em frase veículo para fins de homogeneização do ambiente fonético. Seis falantes mineiros de ambos os sexos, com idade entre 30 a 40 anos, leram as palavras inseridas em frase-veículo por cinco vezes em ordem aleatória e com tarefas distratoras entre uma repetição e outra.
Os valores das repetições dos parâmetros acústicos mensurados foram submetidos ao teste estatístico ANOVA com vistas a verificar se as diferenças entre as médias encontradas eram significativas ou não.
Os resultados encontrados são discutidos considerando-se a relação entre qualidade vocálica e tonicidade no processo de derivação.